Ontem, hoje e amanhã!

Retratos do dia a dia!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Chovia

(Imagem google)



Chovia!
Uma chuva miudinha, irritante. Irritada já eu estava de há tanto tempo esperar por ti.
Mas chovia.
Talvez esse fosse o motivo da tua demora. Ou talvez não. Quem sabe onde andarias? Com quem estarias? E eu aqui entre as vidraças sem força para sair, ou para ficar.
E se fosse passear à chuva, essa tal chuva irritante que me irritava, de irritada que estava?!
Não é que fui mesmo.
Senti a roupa encharcada, o meu corpo molhado, dos cabelos escorriam gotas de água, que mais pareciam cristais de tão límpidas e brilhantes.
Mas continuei.
Molhado estava o exterior, o interior ia-se renovando a cada passo que dava. Afinal sabia andar sozinha, sem ti. Nem sequer perguntava onde estarias. Já não me interessava.
Com a tua ausência fizeste de mim o que hoje sou.
Uma mulher resolvida com a vida.
Uma mulher alegre.
Uma mulher livre que sabe andar sozinha.

1 comentário: