Ontem, hoje e amanhã!

Retratos do dia a dia!

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

D. Conceição

CONCEIÇÃO


Foi ontem,
Sim, foi ontem que conheci a D. Conceição, na aldeia das Lapas, concelho de Torres Novas, terra berço da poetisa Natália Nuno. Uma aldeia grande com gente afável, simpática e acolhedora. Com uma beleza natural que me fascinou. Aquelas cascatas maravilhosas do lado esquerdo da ponte sobre o rio Almonda, por onde passei, são uma dádiva espectacular que engrandece ainda mais a beleza daquela aldeia.
Mas voltando à D. Conceição, quem é a D. Conceição? Uma senhora baixinha, de cabelo curto em matizes de cinza, com óculos postos na face pequena e ligeiramente rosada, de pele macia. Sim, toquei-lhe na face, senti necessidade de o fazer, aquela pele macia fez-me lembrar a cara bonita da minha avó Maria falecida aos 84 anos e quase até ao fim da sua vida fez lindas rendas em linha fininha, com um carinho e uma paciência impensável.
E a D. Conceição? Pois, a D. Conceição uma senhora bastante activa, ágil e desenvolta. Reparei como desceu ligeira e sem qualquer ajuda a escada que a trouxe até junto de nós, quando nos encontrávamos a petiscar na mercearia do filho, onde ela ainda dá as suas ordens e orientações. Sorriso aberto e conversação fácil, deu as boas tardes para todos os presentes, depois de já ter beijado e abraçado a poetisa da terra e lhe ter dito na sua voz calma e tranquila:
- se a tua mãe ainda cá estivesse, hoje estava muito feliz.
Todos a cumprimentámos com um “boa tarde”, e foi nessa altura que senti a minha primeira atracção por aquela senhora, não me ficando pelo simples boa tarde e dando-lhe dois beijos como se já a conhecesse à muito. Retribuiu-mos com um sorriso. Entrou na conversa animada que se desenrolava entre nós, a partir daquele momento comandada pela prima da Natália, também ela uma senhora simpatiquíssima, falando do dia 5 de Outubro que por coincidência era o dia em que ambas fazem anos, falando também da amizade que as une desde sempre e ainda do parentesco existente entre ambas. Ah, já me esquecia, também fomos informados que os bolinhos que nos estavam a ser servidos tinham sido feitos por aquela senhora, a D. Conceição.
Mas afinal o que tem de especial a D. Conceição? Porque falo desta senhora com tanta admiração e carinho?
É uma senhora nascida no inicio da segunda década do século passado.
Pois é a D. Conceição fará no próximo dia 5 de Outubro 100 anos.
Leram bem, 100 anos. Portanto, tem uns lindos 99 anos.
Parabéns D. Conceição!